AS CINCO TRILHAS MAIS BONITAS DO RIO DE JANEIRO

O Rio de Janeiro é uma cidade perfeita para quem adora praticar esportes ao ar livre como trilha, escalada, rapel, asa-delta, parapente, caiaque, Stand Up (SUP), canoa havaiana e diversos outros.

A cidade é geograficamente bem acidentada com montanhas espetaculares como é a Pedra da Gávea, o Pão de Açúcar, o Corcovado, o Morro Dois Irmãos e diversas outras montanhas incríceis, que oferecem acesso ao cume por trilhas e escaladas.

Devido a isso, nós da Kmon Adventure decidimos criar este artigo para ajudar os amantes de esporte ao ar livre a escolher algumas das melhores opções de trilhas para fazer no Rio de Janeiro.

Abaixo segue uma lista com as 5 trilhas mais bonitas do Rio de Janeiro. A pesquisa foi feitas com os clientes da Kmon Adventure.

Não deixe de ler também outras dicas importantes no final desta página.

Boa leitura e boas trilhas!

PEDRA BONITA – FLORESTA DA TIJUCA

Foto: Allan Siqueira

Localizada na Floresta da Tijuca, é uma ótima opção para quem não tem tanto preparo físico ou simplesmente por quem adora um cume magnífico para fotografar.
A trilha da Pedra Bonita é leve com uma duração média de 40 minutos à 1 hora desde o início (guarita) até o cume. Seu acesso é pela Estrada das Canoas em São Conrado, seguindo já para a Rampa de Voo Livre e sua trilha se inicia no estacionamento do mesmo.

Nível: leve
Tempo de duração: 40 min à 1 hora
Horário de funcionamento do parque: 09:00 às 18:00 horas

Não esquecer de levar: lanche, 1 litro de água, protetor solar, câmera fotográfica e se no dia não estiver um solzão, casaco, pois quando venta lá fica frio.

TRILHA DOIS IRMÃOS – VIDIGAL

A Trilha dos Dois Irmãos é outro belo tesouro do Rio. Apesar de ter o nome “Dois Irmãos” a trilha é feita apenas no irmão maior. Seu acesso é pela comunidade do Vidigal, que está pacificada desde novembro de 2011 e desde então tem sido tranquilo frequentar.

Para chegar ao início da trilha é necessário usar um transporte local (Kombi) que é facilmente encontrado na porta do Vidigal e tem o custo de R$ 3,00 para subir e R$ 2,00 para descer.

O início desta trilha é um pouco íngreme, mas não se assuste pois é só o início. Logo depois de 15 minutos ela perde inclinação e fica mais tranquila.

O Richard Mille réplica rm 027 é um relógio leve e de alto desempenho projetado para atletas, fabricado com materiais de ponta para maior durabilidade.

A trilha conta com 3 belos mirantes, incluindo dois no decorrer da caminhada e o terceiro que é o cume, que por sinal é espetacular, favorecendo uma paisagem incrível de toda a Zona Sul, Lagoa Rodrigo de Freitas fazendo seu majestoso formato de coração, Pedra da Gávea, Comunidade da Rocinha bem de cima e muito mais.

Para quem adora uma fotografia (como eu) lá vai a dica: O nascer e o pôr do sol no cume favorece fotografias perfeitas, principalmente se levar tripé.

Uma ótima opção após descer é dar uma passadinha no Bar da Laje (seguindo a esquerda da UPP por apenas 1 minuto). Este bar-restaurante tem atraído diversos artistas e famosos devido ao bom atendimento, músicas aos fins de semanas e também a paisagem que é incrível.

Nível: leve
Tempo de duração: 45 min à 1 hora

Não esquecer de levar: lanche, 1 litro de água, protetor solar, câmera fotográfica e para quem voltar já no finalzinho da tarde, casaco.

PEDRA DO TELÉGRAFO – BARRA DE GUARATIBA

A trilha da Pedra do Telégrafo tem sido uma das mais frequentadas no Rio de Janeiro, pois é a única que proporciona a brincadeira de se pendurar em uma pedra no cume com a falsa impressão de abismo.
Seu segredo é que a pedra fica apenas à 1,50m do chão e as fotos são tiradas num ângulo de forma que o chão não apareça na foto. Dá para criar várias fotos engraçadas e radicais, basta ter criatividade!

Ela se localiza no bairro Barra de Guaratiba, na zona oeste do Rio, após os bairros da Barra da Tijuca e Recreio dos Bandeirantes (para quem está no centro ou zona sul do Rio).

A trilha é leve e inicia-se na Praia Grande, que é o final da Estrada Burle Marx.

Nível: leve
Tempo de duração: 30 à 50 minutos

Não esquecer de levar: lanche, 1 litro de água, protetor solar, repelente e câmera fotográfica.

TRILHA PEDRA DA GÁVEA – FLORESTA DA TIJUCA

A trilha da Pedra da Gávea é considerada uma das trilhas mais bonitas do Rio de Janeiro. Pertence ao Parque Nacional da Tijuca e para se chegar ao cume possuem 3 caminhos: o Tradicional, iniciando-se pela Barrinha e passando pela Carrasqueira; via Pico dos Quatro, que se inicia também pela Barrinha e passa pela Garganta do Céu e dois pequenos trechos de cabo de aço; e o terceiro caminho que é pela chaminé Eli (quase não frequentado).

Todos os caminhos possuem nível pesado com desnível de 844m e todos possuem lances expostos como a Carrasqueira (tradicional), Cabo de aço (Pico dos Quatros) e a Chaminé Eli (4 metros de chaminé sempre úmida ou molhada mesmo).

É altamente necessário um guia profissional e de preferência que também seja instrutor profissional de escalada, pois somente esse perfil de guia-instrutor possui equipamentos adequados que respeitam as normas de segurança suportando 22 KN (2200 quilos) e sabe utilizá-los corretamente.

Mesmo que você já tenha experiência, não arrisque ir sem guia ou no mínimo algum equipamento de segurança, pois esta montanha tem o maior índice de acidentes do Brasil, inclusive fatais.

É uma trilha cansativa, então é aconselhável iniciá-la bem cedo, estar com 2 ou 3 bons sanduíches e 3 litros de água(congelada), principalmente no verão. Pode parecer exagero mas acredite, não é!
Ficar desidratado ainda estando no cume pode ser um problema sério.

Nível: Pesado
Tempo de duração: 2 a 4 horas até o cume
Horário de funcionamento do parque: 08:00 as 18:00 horas

Não esquecer de levar: Equipamento de segurança (de preferência contrate um guia-instrutor profissional de escalada), lanche reforçado, 3 litros de água (1 litro congelado), protetor solar, câmera fotográfica.

COSTÃO DO PÃO DE AÇÚCAR – URCA

(TRILHA COM ESCALADA FÁCIL DE 15 METROS)

O Costão do Pão de Açúcar é a melhor trilha para quem não é do Rio de Janeiro e busca aventura, esporte, diversão, adrenalina e também conhecer um dos principais atrativos turísticos do Brasil e do mundo: o Pão de Açúcar.

Esta trilha localiza-se na face leste do Pão de Açúcar e segue até o cume, onde a descida é feita pelo bondinho até o Morro da Urca (gratuitamente) e de lá pode-se descer pela trilha do Morro da Urca(+30 min) ou então comprar (R$ 20,00) o bilhete de descida até a praça General Tibúrcio (Praia Vermelha-Urca).

A trilha inicia-se no final da Claudio Coutinho, onde é INDISPENSÁVEL ter no grupo no mínimo 1 instrutor profissional de escalada com equipamentos de segurança adequados, que são: cadeirinha, capacete, diversos mosquetões de rosca, freio (de preferência com trava automática) e corda dinâmica.

A trilha na verdade é um enorme mirante, pois durante toda a caminhada se tem um paisagem espetacular da Baía de Guanabara e de Niterói.

No trecho da escalada é INDISPENSÁVEL equipamento de segurança e no mínimo 1 escalador experiente no grupo, de preferência que seja instrutor de escalada.

A escalada em si não é difícil. É um trepa-pedra de 15 metros com 2 pequenos lances de escalada com 3º grau. Nada que uma pessoa não consiga fazer sendo instruída por um profissional de escalada, principalmente se tiver uma outra corda de apoio para puxar e ajudar a subir.
O melhor horário para se fazer esta trilha é na parte da tarde, pois ela fica com sombra e sempre bate um ventinho super agradável.

Nível: Pesado
Tempo de duração: 2 à 3 horas até o cume

Não esquecer de levar: Equipamento de segurança (de preferência contrate um guia-instrutor profissional de escalada), lanche reforçado, 3 litros de água (1 litro congelado), protetor solar, câmera fotográfica.

OUTRAS DICAS IMPORTANTES

  • O PNT (Parque Nacional da Tijuca) possui horário de funcionamento (08:00 às 17:00 e em horário de verão até as 18:00). Permanecer no parque fora do horário de funcionamento, além de ser perigoso, é crime ambiental.
  • Use calçado e roupa adequada (tênis e roupa fresca que ajudem na flexibilidade). Chinelo, jeans ou saia nem pensar!
  • Evite fazer trilhas sozinho(a), principalmente se ela não for frequentada.
  • Saiba onde está se metendo para evitar surpresas e riscos descontrolados. Custos de resgate com helicóptero são altos e mesmo assim nem sempre são possíveis.
  • Antes de entrar numa trilha, procure saber o tempo de duração, o que levar e se é preciso de equipamento de segurança.
  • Tenha certeza se o nível da trilha é o mesmo que o seu. Caso não seja, opte por outra ou volte de onde não aguentar mais ir.
  • Leve consigo sempre um kit de primeiros socorros básico e uma lanterna.
  • Animais domésticos não pertencem à fauna silvestre. Não os leve para as trilhas.
  • Alimentar os animais é prejudicial à preservação da espécie.
  • Não faça fogueira ou fume nas trilhas. Fogo pode causar incêndio, matar a fauna e flora e a você mesmo.
  • Leve todo seu lixo de volta e mantenha as trilhas limpas.
  • Não use atalhos, pois causam erosão.

AUTOR: Fábio Magrão (diretor geral da Kmon Adventure)

GUIAS & INSTRUTORES PROFISSIONAIS DE TRILHAS E ESCALADA NO RIO DE JANEIRO

(SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR)

Caso precise, a Kmon Adventure disponibiliza GUIAS & INSTRUTORES PROFISSIONAIS DE TRILHAS E ESCALADAS NO RIO DE JANEIRO. 

Temos uma programação bem rica e variada com trilhas, rapel, escalada, caiaque e diversas outras atividades de aventura do Rio. Essa programação é feita e todos os finais de semana e feriados com preços promocionais.

Atendemos também com guiamento particular para uma pessoa até grupos de 20 pessoas.